Return to site

Combate à corrupção: Felipe Rigoni vota contra saída de Coaf do Ministério da Justiça

Parlamentar discursou também contra a mordaça dos auditores fiscais

· coaf,corrupção,medida provisória,votação,receita federal

O deputado federal Felipe Rigoni (PSB-ES) votou contra a retirada do Coaf do Ministério da Justiça, proposta em emenda apresentada à MP 870. O plenário da Câmara dos Deputados aprovou a transferência do órgão para o Ministério da Economia, medida que, segundo o parlamentar, enfraquece o combate à corrupção.

“O Coaf provou ser um instrumento importante de combate à corrupção porque rastreia o que move este tipo de crime: o dinheiro. Manter o órgão na Justiça seria permitir que fosse fortalecido e integrado às demais propostas de enfrentamento ao crime organizado”, destacou.

Na mesma sessão, Rigoni discursou contra a emenda que limitava as atribuições dos auditores da Receita Federal. “A Lava-Jato é prova de que grandes crimes podem ser apurados a partir de pequenos indícios. Não faz sentido dificultar o compartilhamento de informações que poderiam resultar em investigações mais aprofundadas”, exemplificou.

O deputado federal capixaba é membro da mesa diretora da Frente Parlamentar Mista Ética de Combate à Corrupção. Um dos objetivos do grupo é a aprovação das 70 Medidas Contra a Corrupção que prevê, entre seus pontos, maior articulação e fortalecimento dos órgãos fiscalizadores, como Coaf e Receita Federal.

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OK