Return to site

Felipe Rigoni recebe 550 projetos para emendas parlamentares

Deputado federal abriu edital para definir onde aplicará R$ 12 milhões

· emendas,edital,participação popular

Promover a participação popular na política e dar voz aos capixabas. O edital de emendas parlamentares do deputado federal Felipe Rigoni, criado para tornar a distribuição dos recursos mais transparente e democrática, totalizou 550 sugestões nesta segunda-feira (26), último dia para envio de propostas. Foram disponibilizados R$ 12 milhões para 15 áreas temáticas, como saúde, educação e segurança.

Lançado no início de julho, o edital recebeu inscrições de todas as microrregiões do Espírito Santo, com destaque para a Metropolitana, com 167 projetos. Dos 78 municípios capixabas, apenas 11 não enviaram sugestões. Vitória liderou o ranking, com 94 projetos, seguida por Santa Maria de Jetibá (28), São Mateus (26), Cariacica (26) e Linhares (24). Rigoni enalteceu o resultado, que classificou como expressivo.

“Optamos por uma iniciativa inédita no Espírito Santo, que gerou dúvidas e até mesmo um pouco de resistência em alguns poucos municípios. O resultado expressivo mostra que há um grande anseio de participação na sociedade capixaba, o que faltavam eram ferramentas que permitissem a inclusão”, detalhou o parlamentar. “A qualidade dos projetos é animadora”, adianta Rigoni.

Puderam participar órgãos públicos e instituições do terceiro setor com atuação no Espírito Santo. O poder público municipal representou 55,2% dos projetos apresentados, seguido pelas entidades sem fins lucrativos, com 24,6%. Órgãos estaduais e federais completam a lista. A assessora de relacionamento do Gabinete, Julietty Quinupe, destacou o esforço da equipe no contato com o interior.

“Ligamos para todos os prefeitos, entramos em contato com as secretarias municipais, explicamos o edital, apresentamos nosso propósito de dar oportunidades iguais para todos. Foi um processo de reeducação. E a reação foi muito positiva, porque o servidor entendeu que não é preciso bater na porta do gabinete em Brasília para ser ouvido, é possível participar de outras formas”, explicou Quinupe.

A partir de agora, as sugestões serão avaliadas por analistas do gabinete e especialistas do conselho consultivo do mandato. Formado por profissionais de renome, o grupo terá representantes de diferentes áreas. Definidos os finalistas, a população vai escolher, por meio de votação aberta no aplicativo “Nosso Mandato”, onde cada recurso será aplicado. Os recursos serão liberados no orçamento de 2020.

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OK